Fale conosco via WhatsApp

Quinta, 26 de novembro de 2020
informe o texto
Menu

Easy Campo Grande 107,1 fm No Ar: Morena FM na Madrugada

Notícias

Dia do Professor: o amor pela profissão que ajuda superar dificuldades tecnológicas e o isolamento em Mato Grosso do Sul

Dia do Professor: o amor pela profissão que ajuda superar dificuldades tecnológicas e o isolamento em Mato Grosso do Sul

Dia do Professor: o amor pela profissão que ajuda superar dificuldades tecnológicas e o isolamento em Mato Grosso do Sul

15/10/2020 - 11:37

Neste Dia do Professor, a Morena FM conta relatos de profissionais que se reinventaram na pandemia para proporcionar aprendizado de qualidade aos alunos.

Onde você estaria hoje se não fosse seu professor ou professora? Essa pergunta pode dar significância a uma das profissões mais nobre do mundo e por vezes tão desvalorizada.

Para muitos professores os papéis se inverteram, e eles tiveram que aprender a usar as ferramentas digitais para as aulas à distância. É o caso do professor de música para crianças Eider Barbosa.

“Para material em vídeo estou usando praticamente o WhatsApp, preparo a atividade e mando para os alunos, eles fazem e enviam de volta. Por um lado, sempre que nos deparamos com uma situação extrema somos obrigados a nos reinventarmos, então acabo desenvolvendo habilidades que antes não conseguia. Não só eu, mas a educação na totalidade”.

Assim como milhares de professores pelo país, a professora de educação infantil Daiane Vidal, que atua em uma escola particular de Campo Grande viu a pandemia mudar drasticamente os planos e projetos buscou alternativas para estar mais perto dos alunos usando a escrita através de cartas.

“Sou muito apaixonada pelo que faço, pelos meus alunos, os que estão comigo, os que já foram meus alunos. Aí veio a pandemia, pensávamos que seriam apenas 15 dias, depois um mês, e foi prorrogando. Foi por isso que decidi enviar cartinhas para os alunos, foi a maneira que encontrei de ir até à casa de cada um deles e deixar um pedacinho de mim”.
 
As respostas foram cheias de emoções, vários áudios de agradecimentos. Até os pais se surpreenderam e agradeceram a iniciativa. Agora imagine, para quem a distância sempre foi a realidade, manter a chama acessa da esperança para dezenas de estudantes, um exemplo que vem de muito longe, do Pantanal sul-mato-grossense. Essa é a realidade das Escolas das Águas, em Corumbá, que atendem 281 crianças e adolescentes ribeirinhos.
 
As Escolas das Águas são escolas rurais, divididas em cinco unidades polos e seis extensões que funcionam sob o regime das cheias dos rios Paraguai e Taquari. Devido ao difícil acesso às unidades, o percurso pode levar até seis horas para algumas famílias, e é por isso que as Escolas das Águas funcionam como um internato para os alunos. O mesmo acontece com os persistentes e corajosos professores.

Mas com a pandemia do novo coronavírus as aulas presenciais foram suspensas, como explica a professora Rosemeri dos Santos, gestora das unidades.

“Com a pandemia, o primeiro momento para as Escolas das Águas foi muito impactante. As comunidades são afastadas do perímetro urbano e a escola é o único ponto de encontro sistematizado. O acesso à comunicação se dá via escrita, rádio ou telefone”.

De acordo com a professora, um dos maiores desafios enfrentados foi a elaboração de atividades pedagógicas em tempo hábil e entregá-las aos alunos. O desafio de ser professor em locais isolados no Pantanal ficou ainda maior na pandemia, como relata a professora Silvana Mirim.

“As pessoas me falam que se eu tivesse crescido aqui no Pantanal entenderiam o meu apreço em trabalhar aqui. A minha resposta é o amor pela profissão, amo o que faço. É emocionante poder alfabetizar, ouvir de um aluno dizer que sabe o que está escrito e que agora sabe ler. Pode parecer bobagem, mas as lagrimas rolam dos meus olhos”.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

Fonte: Ronie Cruz/Morena FM

Morena FM 107.1 - Rua Santana, 170 - Jardim Tv Morena, Campo Grande - MS,
CEP 79051-200. Tel.: 67 3348-2014
Home
Sitevip Internet